terça-feira, 30 de novembro de 2010

Ainda em terras àridas!!!


Ainda em terras àridas

Vi o teu olhar
maroto e terno
a contemplar
o meu mundo,
infinito
e
absoluto.
Naquele instante,
percebi a
minha razão humana
desvendada
por ti.
Naquele instante,
conheci a minha mente,
insana mente,
retratada
por ti.
De maneira triunfal,
inventou o meu ser
humano
compassivo
e
quieto
na arte de lutar.
De maneira triunfal,
descobriu o meu corpo,
ainda coberto
pela vestimenta
ordinária
da hipocrisia.
De maneira triunfal,
concedeu-me
a alegria
e
colheu os meus frutos.
Frutos que sucederam
à flor
e
à semente,
ainda em terras àridas
povoadas pela dor.

5 comentários:

Fernando Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Martins disse...

Olhar sereno e vivaz.

Eu quero!
=)

kassiaindia disse...

Onde é?????????????????????????
Onde está???????????????????

Frank Lima Arruda disse...

Maravilhoso, Soninha!! bjs

Sonia Lima Naves disse...

Obrigada pelos comentários.
Beijo