quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Alma do poeta!!!

A alma do poeta é
intensa
 no sentir
e
perspicaz no descobrir.
O tempo do poeta
não é o tempo do outro,
nem sequer
é
o tempo cronológico.
Lógico,
o poeta tem pressa
no amar
no compartilhar
e
no experimentar.
o poeta não pode esperar
simplesmente
o tempo passar
pelo labirinto de seus versos,
entoados
em cantigas de ninar,
mesmo quando
 seu coração
resiste em brindar
a  vida
ou
a morte, em vida.

2 comentários:

Selva Selva! disse...

conheço a foto e a locação...
saudades...

Sonia Lima Naves disse...

Boa memória, gatinha!!!!

beijos