sexta-feira, 20 de novembro de 2009

20/11 - Dia Nacional da Consciência Negra

Vinte de novembro,
Numa emboscada,
Morreu Zumbi,
Líder do Quilombo dos Palmares,
Mas não morreu Francisco,
Que sabia ler e escrever.
Não morreu a história
Não morreu o ideal de Igualdade
Não morreu o afro-descendente
Não morreu a luta pela liberdade
Do bravo negro irmão
Por isso,
O Brasil reconheceu
Este dia
O dia nacional da consciência negra,
Preito ao herói dos Palmares,
Tributo à
João,
Maria,
Pedro,
Tomé,
Isaura,
José
E Salomé.
Não é concessão
Ou
Exceção
É o direito de igualdade dos
Irmãos brasileiros:
Negros,
Pardos,
Brancos,
Verdes,
Azuis
Ou
Amarelos.

7 comentários:

Marcelo Ponchio disse...

Parabéns, a poesia é linda!!!
Modernizar o passado é uma evolução cultural. Viva Zapata! Viva Sandino! Viva Zumbi! Antônio Conselheiro! Lampião, sua imagem e semelhança. Chico Science tinha certeza, eles também cantaram um dia.

Anônimo disse...

Adorei. Você é um sucesso!

Sonia Lima Naves disse...

Obrigada...

kassiaindia disse...

Ainda bem que vc não se esqueceu de mim. Ealeu.
eu amarela ou serei vermelha?

kassiaindia disse...

Valeu.

Sonia Lima Naves disse...

Marcelo:
Obrigada! Você é um amor de pessoa

Beijos

Sônia

Sonia Lima Naves disse...

Oi Kássia:

Somos de todas as cores...
Beijão

Sônia