sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

No silêncio da madrugada


Na escuridão
de seus olhos
eu vejo
a noite se inclinar
e
busco o seu corpo
para me afagar.
Mas
quando minhas artérias palpitar,
eu quero te amar.
Só depois
abrigada em seus braços,
eu quero repousar
e,
certamente,
assim,
amada,
saciada,
o meu sono
eu quero eternizar.




3 comentários:

kassiaindia disse...

adorei...........

Fofo disse...

Caliente..

Sonia Lima Naves disse...

Uau...
It is like me, always!!